Personal tools
Você está aqui: Home Notícias Protesto contra puxada de cavalos termina em agressão em Pomerode
Quer receber nossos boletins? Cadastre-se!
(Required)
(Required)
 

<< Ver todas as notícias


20/-/4-19 9h44
Document Actions

Protesto contra puxada de cavalos termina em agressão em Pomerode

Representantes das ONGs Amabicho e Aprablu farão exames de corpo de delito.

Protesto contra puxada de cavalos termina em agressão em Pomerode

Manifestantes foram agredidos com pedras e pauladas - Rafaela Martins

Os integrantes das ONGs Associação dos Melhores Amigos dos Bichos (AMA Bichos) e Associação de Proteção aos Animais de Blumenau (Aprablu), agredidos neste domingo durante a puxada de cavalos em Pomerode, farão exame de corpo de delito segunda-feira no Instituto Geral de Perícias, em Blumenau. Voluntária da AMA Bichos, Heike Weege, disse que a entidade irá acionar juridicamente a organização da puxada pela violência contra os membros das ONGs.  

Os voluntários das organizações de proteção aos animais fizeram um protesto contra a puxada durante o evento que ocorreu domingo à tarde, na localidade de Ribeirão Souto, em Pomerode, no Vale do Itajaí. Quatorze manifestantes das ONGs Aprablu e Amabicho ficaram feridos no confronto com os organizadores e participantes da puxada.

A presidente da Aprablu, Bárbara Lebrecht, foi empurrada e machucou a perna. Outras duas manifestantes foram feridas na cabeça. O cinegrafista da TVBV Luiz Deluca, 25 anos, foi agredido a tapas no pescoço e teve o equipamento destruído.

Era pouco mais de 14h quando iniciava a quinta rodada da puxada de cavalos, na arena improvisada em terreno próximo ao Clube de Caça e Tiro Germano Tiedt. O evento, organizado pelo Clube do Cavalo, reunia 25 participantes, 60 animais e era assistido por cerca de 200 pessoas.

A Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros e o Samu foram acionados, mas chegaram cerca de 15 minutos após o protesto. Os manifestantes foram à delegacia registrar boletim de ocorrência.

As pessoas que protestavam criticavam o uso dos cavalos em provas, cujo objetivo é medir a força do animal, arrastando sacos de areia de até 2 toneladas por uma distância de 10 metros.


Fonte: Diário Catarinense
Matéria em: http://www.clicrbs.com.br/diariocatarinense/jsp/default.jsp?uf=2&local=18&section=Geral&newsID=a2876366.xml